sábado, setembro 05, 2009

Essa Loucura


Essa Loucra
*
Essa loucura que certo nos engana
Posto no olhar que de longe é chama
Balanceia o corpo, a pele se proclama
Feito lavra derretida que se emana

Na terra dos sonhares e encantos
Entregue cada gesto em servidão
Centelha vai guindo a emoção
Sem freio e critérios tantos tantos

Não sei onde esconder a teimosia
De amar-te dia a dia no silêncio
A alma já cansada no ocioso
Desgasta sem roteiro a fantasia

Loucura é não saber como olvidar
Mais ainda iludir o verbo amar

Soniogueira

Um comentário:

GILSON LUCENA disse...

Sentir a poesia é sentir no o calor e doçura emanados pelos lábios da pessoa amada... suas poesias são violentamente sedutoras e emotivas! parabéns!
Gilson Lucena - Cariús - CE.