quinta-feira, abril 17, 2014

*FORMOSA POÉTICA


Formosa Poética
(À Sonia Nogueira)
Paulo Roberto Cândido

O mundo é belo como as cores da poesia
e a beleza rimada fica maior ainda,
quando aquela formosa poética feminina
transita leve e liricamente entre nós.
Assim, as feições essenciais da melodia
A nos sorrir com a sonoridade que nunca finda,
vem do coração pulsante de uma Sonia menina
capaz de aspirar das nossas emoções os pós.
Ser mulher e ter os hormônios de uma poetisa,
Que fazem as tensões virarem ânsia de relaxamento,
traduz o quanto enobrece a alma, um poema
que escreve pra vida uma mensagem alvissareira.
A acadêmica que veio versejar como poetiza
iluminou o que na escuridão estava revelado
em pensamento,
 sendo amorosa, sincera e de uma sensibilidade
extrema,
o que fez todos enxergarem a lama de Sonia Nogueira

Obrigada, poeta Paulo Roberto Cândido
pelo belo poema e tão grandiosa homenagem.
Guardarei sempre na lembrança.
            14/03/2014


Homenagem a Sonia Nogueira, pelo Dia do Poeta,
na Sociedade de Assistência aos Cegos.

2 comentários:

Efigênia Coutinho disse...

Querida Poetisa Sonia Nogueira, é uma grande satisfação seguir aqui seu espaço das Letras, e ainda ler essa belíssima homenagem a sua nobre pessoa.
Estou tentando editar o Blog de Duetos, e sei que temos alguns, mas perdi alguns arquivos e uma pasta destes duetos, e a senhora puder me mandar por e-mail, eu ficarei feliz.
mariaefigenia590@gmail.com

Abraços, Efigenia

sogueira disse...

Obrigada, Paulo Roberto, pelo imenso carinho e a comemoração ao, Dia do Poeta, em minha homenagem. Guardarei na memória. Abs.